domingo, 20 de agosto de 2017

O papel da Família no tratamento da dependência química

No dia 22 de agosto estarei participando da XXXI Semana Cultural de Psicologia com a realização da palestra "O papel da família no tratamento da dependência química".

A palestra será em 2 horários, na manhã das 8 às 9 horas e a noite das 20 às 21 horas.

Segue abaixo mais detalhes sobre o evento e toda a Programação.

_________________________________________________________________________________

UNG realiza XXXI Semana Cultural de Psicologia


Encontro gratuito é voltado para os estudantes e profissionais da área




Entre os dias 21 e 25 de agosto, a Universidade UNG fará a 31ª Semana Cultural de Psicologia. O tradicional evento, que é realizado anualmente pela Instituição, acontecerá na semana do psicólogo, no campus Centro de Guarulhos.

domingo, 25 de setembro de 2016

Relacionamento de Pais e Filhos na Era Digital

Atualmente muito tem se debatido sobre internet, era digital, comunicação virtual, e sobre as consequências de todas estas mudanças nas relações entre pais e filhos. A família tem sofrido alterações sim, tanto em sua configuração, quanto no aspecto hierárquico, comunicacional e informativo.

Então, vamos explicar um pouco melhor sobre tudo isto.

Há algumas décadas atrás, existia uma proximidade maior entre pais e filhos, os filhos pediam conselhos para seus pais, pois estes representavam uma referência à seus filhos, e a maioria das informações que contribuiriam para elaboração de seu mundo e para seu desenvolvimento psicossocial, tais como: crenças, valores, e tradições, pois os pais eram exemplos a serem seguidos, e todo este universo de ensinamentos provinha desta relação, e este contato oferecia aos filhos maior segurança, estabilidade e amparo; isto não significa que não existiam problemas e conflitos entre gerações, e que tudo era perfeito , pois em muitas vezes talvez houvesse uma extrema rigidez, e uma delimitação de regras autoritárias e até pouco diálogo. E tudo isto certamente, necessitava de alguns ajustes.

domingo, 21 de agosto de 2016

Dependência emocional

AMAR  SIM,  DEPENDER  JAMAIS !!!!

Este é um tema recorrente em meu consultório, e o que penso a respeito,
é que não podemos, e  não devemos amar ninguém mais do que a nós mesmos
E devemos sobretudo, respeitar nossos limites, para que  a nossa relação seja saudável e positiva.
O amor deve ser um sentimento que nos impulsiona, que nos transforma em alguém melhor, e não um sentimento que nos escraviza, nos fragiliza e nos faz sofrer. Merecemos sim, sermos amados (as), até porque  esta é uma necessidade básica humana,  mas pra isso, precisamos nos amar e nos valorizar.
Este sentimento, que é como uma tortura e uma escravidão psicológica, é chamado de dependência emocional.
Sentimento este, que muitas vezes nos coloca como reféns em nossos relacionamentos, sejam eles: pessoais, (amorosos), familiares, ou sociais.
É importante ressaltar que, tanto a dependência quanto o amor são sentimentos  fortes, e  que  muitas vezes se confundem, mas com algumas diferenças:

a) É que a dependência causa uma carência tão grande, que não conseguimos distinguir entre querer estar com alguém, e precisar estar, a dependência emocional causa um medo, medo de ficarmos sós, e este medo faz com que tomemos atitudes impulsivas, irracionais, porque não podemos admitir a condição de estarmos sós com nós mesmos.

b) Outra diferença, é que a dependência te distancia do seu verdadeiro eu, o amor pode trazer o melhor de você...
E neste momento, que representa um desespero para muitas pessoas, escuto a seguinte frase: “Melhor mal acompanhado do que só”.  Que triste forma de pensar, sabem o que é isso?
 É se conformar com pouco, e costumo dizer que se nos conformarmos com pouco, é isso que a vida nos oferecerá.  Acredito que todo ser humano merece nada menos  do que  o melhor.
Caso esteja vivenciando esta situação, procure ajuda, olhe de frente, não se contente com uma vida mediana, saia da sua zona de conforto, seja assertivo, e  busque sua felicidade; por mais difícil que possa parecer seu problema  SEMPRE tem solução.
Enfim... posso  dizer que  “ A dependência emocional te aprisiona e o amor te liberta””.
Mas pra isso, precisamos nos livrar das amarras do passado, e olharmos de frente para  nossas questões, enfrentarmos nossos medos.
Nascemos incondicionalmente para sermos felizes, mas pra isso precisamos fazer as escolhas certas!!!

E  lembre-se : só depende de você!!!   Se cuide  e se ame muito!!!